Quem disse que foi “Deus” quem quis assim?

Ontem mesmo estava conversando com meu querido marido sobre o sufocamento que sinto ao ler ou ouvir certas coisas e eu ter que ficar calada.

Estava falando especificamente de absurdos que vejo escrito no Facebook. Sei que o facebook pode ser um troço super futil e superficial e que se quisesse parecer mais cult deveria esconder o fato de que sim, acesso minha pagina todas as manhas.

Mas não é verdade. E era justamente esse nosso assunto durante o papo do almoço de ontem. Estava comentando que muitas vezes me contenho para não comentar um ou outro comentário grotesco que aparece por la.
E o meu queridíssimo, sempre sensato, me diz que é exatamente o que deveria fazer. E que ao invés disso deveria retornar ao meu blog pra expor minhas opiniões. Segundo ele, eu teria muita coisa interessante a dizer.

Nao sei se ele tem razão e talvez essa estoria de blog seja também bastante exibicionista (tirando o fato de que duas ou três pessoa o leem), apesar disso talvez seja mesmo uma forma de expressar o turbilhão de pensamentos e sensações que passam por dentro de mim.
Bom, bref, como diriam os franceses : o fato é que hoje eu vi um comentário no facebook que me pegou em cheio. Um amigo compartilhou um artigo de jornal no qual falava do assassinato de um amigo seu. Mais um assassinato devido à violência brasileira.

Nao conheço seu amigo, mas me vi em sua pagina (tanto do jornal como do facebook) lendo aquelas mensagens de luto, de tristeza que tocou profundamente meu coração solitário (ao menos nesse Natal). De uma maneira um pouco egoísta, visto que já me sentia um pouco sensível, me peguei sofrendo por alguém que eu nem conheço.

Aquela mesma sensação de mais ou menos um ano atras quando soube que o amigo de minha irma e de meu primo também tinha sido assassinado por um maquina fotográfica.

Uma sensação de impotência, revolta, insignificância diante de tanta barbárie. E de solidariedade ao imaginar o sentimento de tantos pais, filhos, irmãos, amores que são perdidos por motivos tao torpes.
E ai, vem o meu comentário que deveria ficar guardado para mim mesma : diante de fatos como esse por que as pessoas falam tanto de Deus ? Que essas pessoas foram embora porque chegou a hora delas? Que eram muito boas para ficarem por aqui? Que Deus vai curar a dor dos entes querido? etc etc etc? Por que tentamos nos esconder e justificar algo injustificável ?

Eu entendo que individualmente acreditar nessas coisas talvez seja a unica forma de continuar vivendo ou sobrevivendo. A mãe de um garoto de vinte dois anos talvez não resista a tanto sofrimento se não acreditar que seu querido filho esta ao lado de Deus olhando por ela, mas sera que não enxergamos que socialmente essa forma de pensar não faz sociedade alguma avançar ?

Que enquanto acreditamos que nossos entes queridos foram mortos porque era bons demais para ficar aqui ou que foi encontrar Deus ou seja la o que for outras pessoas continuaram morrendo ?

Nao seria melhor dizer que a culpa é desses políticos corruptos que desviam o dinheiro da educação, da segurança publica ?

Que a culpa é dessa sociedade capitalista doente onde somos o que temos e se nao temos fazemos o que for necessário para ter ?

Deus, se ele existe, não aceita filhos que são mortos por um punhado de dinheiro. Nao aceita filhas ou mulheres estupradas por monstros que entram em suas casas para roubar-lhes a paz e seus bens materiais. Nao aceita espancamentos de tios, primos ou amigos.

Desculpem-me os que creem, mas eu realmente não consigo acreditar que foi porque « Deus » quis assim. E podem dizer que vou para o inferno porque eu também não vou acreditar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: